Logon

CBMM
CBMM - Português (Brasil)

    CBMM PARA TODOS – Tire suas dúvidas sobre a CBMM, uma empresa brasileira de tecnologia sustentável.
    A CBMM é uma empresa brasileira
    70% da CBMM é de capital nacional. Além disso, toda a produção da CBMM é realizada no Brasil (em Araxá-MG) e a grande maioria (mais de 98%) dos seus aproximadamente 1700 empregados estão no Brasil. O Centro de Tecnologia da CBMM fica no Brasil (em Araxá-MG) onde mais de 80 pesquisadores e técnicos trabalham para aperfeiçoar seus processos industriais.
    A CBMM possui subsidiárias comerciais
    em Singapura, Estados Unidos e Países Baixos. Essas subsidiárias são importantes para assegurar a distribuição de seus produtos de forma célere e segura.
    Suprimento estável e confiável
    A capacidade produtiva da CBMM foi dimensionada para garantir suprimento confiável e estável para todo o mercado. A CBMM mantém dois meses de inventário nos seus principais centros de distribuição, de forma a assegurar entregas em até 48 horas contadas do aceite do pedido pela CBMM, para maioria das localidades em que se situam seus clientes, mesmo quando há um aumento de demanda de forma não planejada.
    A CBMM não vende minério
    A CBMM só vende produtos industrializados de maior valor agregado. São mais de 15 etapas de beneficiamento e industrialização para produzir o produto final de nióbio. A CBMM é responsável pelo fornecimento de cerca de 80% dos produtos industrializados de nióbio. Para se produzir uma tonelada de ferronióbio (um dos principais produtos produzidos pela CBMM) são necessárias aproximadamente 60 toneladas de minério. Os produtos finais de nióbio são principalmente usados em aços especiais e os clientes que utilizam esses produtos são, na sua grande maioria, siderurgias.
    Nióbio NÃO existe só no Brasil
    Não é verdadeira a afirmação de que o Brasil possui 98% de todas as jazidas de nióbio do mundo. Há nióbio em depósitos na Rússia, Canadá, Groelândia, Angola, Gabão, Quênia, Estados Unidos, China, Arábia Saudita, Austrália, Tanzânia, República Democrática do Congo, Finlândia, Maláui, Noruega, África do Sul, Zâmbia, Namíbia, Índia, Espanha e outros.
    Os preços de produtos de nióbio não possuem cotação em Bolsa de Valores
    A CBMM tem concorrentes e os preços dos produtos de nióbio são ditados pelo mercado. Os produtos de nióbio são baseados no valor que o produto agrega na cadeia de utilização como um tudo (ex: o preço do ferronióbio é baseado no valor que ele agrega ao aço).
    Parceria com o Estado de Minas Gerais
    A CBMM possui seu próprio direito minerário. O Estado de Minas Gerais, através da Codemig, também possui um direito minerário. Ambos arrendaram seus direitos à Comipa, uma Sociedade Anônima de capital fechado e gestão compartilhada, constituída com o único objetivo de lavrar o minério. A Comipa vende o minério com exclusividade para a CBMM que é a responsável pelo beneficiamento, industrialização e comercialização dos produtos finais de nióbio. A Codemig recebe, através da SCP, 25% do resultado de toda a operação (incluindo a venda dos produtos que se originaram dos direitos minerários da CBMM).  O Estado de MG, através da Codemig, participa do lucro das subsidiárias, que é consolidado na CBMM Brasil. Essa parceria existe nesses moldes desde 1972. A Codemig audita trimestralmente a SCP (sociedade em conta de participação firmada com a CBMM).